fbpx

Ilustração

A Pós-Graduação em Ilustração foi inspirada no programa de referência da SVA (School of Visual Arts) Illustration as Visual Essay, de Nova Iorque, onde se formaram alguns dos nossos docentes.

O programa da ilustração artística insere-se na vanguarda da ilustração contemporânea, que a define como ensaio visual: uma estrutura narrativa que está próxima da poesia, não descurando a simplicidade e a eficácia da comunicação. Um pensamento multidisciplinar que mistura técnicas tradicionais com novas tecnologias.

Caracterizada por um vasto conjunto de formas e técnicas de expressão em estudo, a Pós-Graduação em Ilustração aponta para um vasto leque de competências adquiridas.

A interdisciplinaridade orienta-se para a aquisição de múltiplas competências, garantia na criação de um vasto conjunto de oportunidades de trabalho, com reflexo na sua empregabilidade.

  • Candidatos que estejam dispostos a usar a ilustração e a sua capacidade de criar imagens, por forma a comunicar em diferentes e inovadoras plataformas, desde as digitais às paredes de uma galeria
  • Pessoas preferencialmente com formação e/ou experiência em áreas artísticas.

MÓDULOS

Projectos de Ilustração I
Maria Remédio | Teresa Cortez
45 Horas _10 ECTS

Estética, Escrita e Criatividade
Luís Lima
30 Horas _4 ECTS

Tecnologias da Ilustração I
Inês Wijnhorst | Hugo Henriques
45 Horas _6 ECTS

Design Editorial
Rúben Dias
30 Horas _4 ECTS

Fronteiras da Ilustração
João Pancada Correia | Docentes Convidados
30 Horas _4 ECTS

Desenho de Campo I
Cláudia Guerreiro
15 Horas _2 ECTS

Projectos de Ilustração II
Maria Remédio | Teresa Cortez
45 Horas _10 ECTS

Tecnologias da Ilustração II
Catarina Sobral
30 Horas _6 ECTS

Gestão de Projectos Editoriais
Duarte Azinheira
30 Horas _4 ECTS

Psicologia da Criatividade
Nuno Rocha
30 Horas _4 ECTS

Desenho de Campo II
Cláudia Guerreiro
15 Horas _2 ECTS

Seminários/Workshops
Vários
30 Horas _4 ECTS

Testemunho | Weberson Santiago

Testemunho | Inês Oliveira

Catarina Sobral
Escreve e ilustra livros para crianças e cinema de animação. Fez a sua formação superior em Design e concluiu em 2012 o mestrado em Ilustração. Colabora regularmente como ilustradora para a imprensa periódica, discos e cartazes e assina doze livros infantis, já publicados em quinze línguas. Tem participado em várias exposições nacionais e internacionais e o seu trabalho já foi premiado pela Feira do Livro Infantil de Bolonha, Prémio Nacional de Ilustração, Sociedade Portuguesa de Autores e distinguido por publicações como o catálogo White Ravens e a revista 3×3.

Cláudia Guerreiro
Forma-se em escultura pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa em 2004, depois de frequentar 4 anos do curso de desenho da S.N.B.A., e conclui o mestrado de ilustração científica em 2012 no ISEC. Desde 2005 que trabalha em projetos de cinema de animação, coordenando as equipas de construção de marionetas, cenários e adereços, para realizadores como José Miguel Ribeiro, Nuno Beato ou Lorenzo Degl’Innocenti. É cenógrafa da Companhia de teatro O Sonho desde 2012. Além dos cartazes que faz para inúmeros concertos, colabora com a Casa Independente na execução dos cartazes mensais desde 2014. O seu percurso enquanto ilustradora tem sido desenvolvido num âmbito pessoal e editorial, trabalhando com algumas marcas e tendo publicações em alguns livros, revistas e discos. Tem vindo a desenvolver o seu projecto de ilustração ao vivo com o músico Filho da Mãe.

Duarte Azinheira
Director da Unidade de Publicações da Imprensa Nacional-Casa da Moeda S.A. (desde 2010) Em acumulação, director do Museu da Casa da Moeda, Arquivo Histórico e Biblioteca da Imprensa Nacional, Director-geral da Assirio & Alvim (2006/2008). Consultor do Instituto Camões em projectos de Avaliação dos Centros Culturais Portugueses (Luanda e Maputo) e na criação e desenvolvimento da Biblioteca Digital Camões (2006/2007 e 2008/2010). Consultor da Fundação Gulbenkian (2004/2005).
Membro do grupo de trabalho da Fundação Calouste Gulbenkian para o estudo das questões relativas à edição, produção e circulação do livro portugueses nos PALOP e no Brasil.

Hugo Henriques
Fez o bacharelato em Design Multimédia na ESAD.CR e licenciatura em Arte e Comunicação na ESAP Porto. Frequentou ainda o curso de Ilustração e Banda Desenhada no Ar.Co e o V curso de Auto-edição na Oficina do Cego. Trabalha como ilustrador e designer gráfico na Associação Renovar a Mouraria e Associação Cultural Gerador, onde desenha, em parceria, a nova revista Gera-dor. É formador de Ilustração na Nextart desde 2017, na Escola Gerador desde 2016 e workshops pontuais de ilustração e técnicas de impressão.

Inês Wijnhorst
Maassluis, Netherlands, 1967. Artista Plástica. Vive e trabalha em Lisboa desde 1990. Licenciada pela FBAUL, Portugal e pela Royal Superior School of Fine Arts em Hague, na Holanda.

João Pancada Correia
Arquitecto assessor do Ministério da Educação. Autor e Ilustrador de diversas Obras. Professor auxiliar convidado da Universidade Autónoma de Lisboa, regendo as cadeiras de História Geral da Arte, de Estética e Expressões da Arte e o Seminário de Arte Contemporânea. De 1996 à presente data dirige o Instituto de Artes e Ofícios da Universidade Autónoma de Lisboa.

Luís Filipe Monteiro Lima
Doutorado em Filosofia – Estética, pela FCSH / Universidade Nova de Lisboa, sob orientação conjunta de José Gil (UNL) e Antoine Compagnon (Paris 4 Sorbonne), como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi também bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia no mestrado em Comunicação, Cultura Contemporânea e Novas Tecnologias pela mesma universidade. Formou-se em Ciências da Comunicação com uma tese sobre os condicionamentos mútuos entre crítica e arte. Colaborou como jornalista em diversas publicações (Volta ao Mundo, Revista National Geographic, Arte Ibérica, Arte Capital, etc.). Integra, desde 2018, o comité de organização do Fórum do Real e a Comissão de seleção e do festival de cinema Porto/Pos/Doc. É docente na Universidade Autónoma de Lisboa e na Escola Superior de Design do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, onde leciona Teorias da Imagem, Escrita Criativa, Estética e Escrita Literária e Comunicação e Digital Storytelling. No Departamenteo de Ciências da Comunicação, da UAL, é Coordenador da Pós-Graduação em Ilustração. Trabalha também como tradutor freelancer no campo do pensamento estético e poético contemporâneo (Jacques Rancière, Georges Didi-Huberman, François Trufaut, Bernard Stiegler, Marie-José Mondzain, Pierre Klossowski, Ghérasim Luca, etc.). É investigador colaborador no ICNova (Cultura, Média e Artes) e integrado no CEAA (Arte e Estudos Críticos), integrando ainda a comissão científica da CONFIA – Conferência Internacional de Ilustração e Animação.

Maria Remédio
Nasceu em Lisboa em 1983. Trabalha como freelancer nas áreas de ilustração, vídeo e educação. Colaborou em projectos de ilustração para o Museu da Electricidade, Tcharan, HIHIHI, Pato Lógico, Festival Sol da Caparica, entre outros. Realizou documentários, vídeos de espectáculos para a infância e outros projectos de imagem em movimento para a Fundação Calouste Gulbenkian, Formiga Atómica e criadores independentes. A par da sua criação artística, tem desenvolvido oficinas e projetos pedagógicos em diversas instituições culturais (Fundação Calouste Gulbenkian, Cinemateca Júnior, MAAT) tendo como base o livro infantil, as artes plásticas e o cinema.

Nuno Rocha
Formado em Psicologia Clínica no Instituto Superior de Psicologia Aplicada de Lisboa e fez estudos pós-graduados em Psicologia Analítica no Carl Gustav Jung Institute, em Zurique, e em Pedagogia no Emerson College, em Sussex, Inglaterra.
Foi bolseiro de investigação do Grupo de Ecologia Social do Laboratório Nacional de Engenharia Civil e consultor e formador do projecto-piloto transnacional OEIL/Envol, apoiado pela União Europeia, no âmbito da definição de programas europeus associados ao intercâmbio de jovens.
Entre 1991 e 2014, foi docente no IADE – Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing, onde lecionou as disciplinas de Inovação e Criatividade, Teorias da Criatividade, Psicologia da Criatividade, entre outras.
Integra os quadros da Fundação CEBI desde 1990, atualmente com o cargo de Diretor Adjunto.
Nos últimos 20 anos tem vindo a desenvolver trabalho de investigação e formação nos domínios em que as narrativas das Artes, da Psicologia e da Criatividade se cruzam.

Rúben Dias 
Investiga e escreve regularmente sobre a história e evolução da tipografia em Portugal. É Doutorado em Design, sobre o tema Os tipos de letra da Impressão Régia. Atualmente leciona Design, tipografia e design de tipos de letrana ESAD de Matosinhos. Lecionou na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha e na Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa, desenvolve com regularidade conferências e workshops de tipografia e desenho de tipos na AR.CO – Centro de Arte e Comunicação Visual, na ETIC – Escola de Tecnologias Inovação e Formação e na sua própria oficina, a Tipografia Dias. Trabalha como designer gráfico, desenha tipos de letra e tem vindo a desenvolver uma oficina de caracteres móveis de madeira e chumbo. Em 2003 funda o atelier Item Zero e é co-fundador do coletivo Tipos das Letras onde desenvolve o projeto RUHA, um escantilhão para fazer letras e famílias tipográficas.

Teresa Cortez
Nasceu em 1981, em Lisboa. É artista plástica, com licenciatura em Pintura e mestrado em Arte Multimédia na FBAUL. Realizou uma pós-graduação em Ilustração no ISEC. Desde 2003, trabalha como ilustradora para capas, revistas, posters e discos. Colaborou em projectos de ilustração e animação para Discos Pataca, 2034, Universal, Take It Easy, Ink Publishing, Bayard Jeunesse e Tcharan. É formadora dos cursos de Ilustração do Nextart desde 2012 e dirige o atelier “As Técnicas do Cinema de Animação” na Cinemateca Júnior, desde 2009. Tem realizado oficinas de artes plásticas nos serviços educativos da Gulbenkian e da Fundação EDP. Colabora com o Espaço Azul desde 2015. Em 2011 ganhou o prémio “Melhor Curtíssima Portuguesa” no Monstra, Festival de Animação de Lisboa, com o videoclip “A Pele que Há em Mim” de Márcia, presente no EP de lançamento Optimus Discos, videoclip este que também foi seleccionado para o “Prémio Jovem Cineasta Português”, Cinanima 2010. Foi seleccionada para a exposição internacional de ilustradores “Bologna Children’s Book Fair” em Bolonha, em 2011, e seleccionada para o “Prémio António Gaio”, Cinanima 2011, com “2034 Communication and Arts”.


4
4 de 5
6 classificações

Classificação detalhada

Estrelas 5
3
Estrelas 4
0
Estrelas 3
3
Estrelas 2
0
Estrelas 1
0

{{ review.user }}

{{ review.time }}
 

Mostrar mais
Por favor, iniciar sessão para deixar uma revisão
Quero ser contactado
Próxima edição
14 Outubro 2019
Duração
375 horas
ECTS
60
Segundas das 16h00 às 21h00 Quartas das 16h00 às 21h00
Condições de pagamento
Documentação necessária
Este site faz utilização de cookies de forma a garantir uma melhor experiência de navegação e recolha de dados estatísticos de tráfego. Ao continuar neste website estará autorizar a sua utilização.